Por que o namoro é ruim

Não é saudável deixar de fazer coisas que te dão prazer para agradar o companheiro ou por que ele não pode te acompanhar. É normal querer ficar o máximo de tempo possível ao lado da pessoa ... Namoro significa a relação afetiva mantida entre duas pessoas que se unem pelo desejo de estarem juntas e partilharem novas experiências. É uma relação em que o casal está comprometido socialmente, mas sem estabelecer um vínculo matrimonial perante a lei civil ou religiosa.. No Brasil o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho. Em alguns países, comemora-se no dia 14 de ... Por que não poderíamos falar sobre esportes? Mas eu sabia que não poderia ignorar a questão. Então eu pensei sobre isso por um minuto enquanto fingia estar baixando o volume do rádio, e aqui está basicamente o que eu disse a ele. 1. Pornografia é ruim porque degrada e explora as mulheres É claro, nem tudo o que vem de fora é ruim, mas filtrar como essas opiniões vão te impactar é fundamental. É um exercício de amadurecimento, para qualquer pessoa que está em uma relação ... Esses 12 benefícios mostram por que namorar é melhor para você do que namorar! # 1 Você não vai perder seu tempo com a pessoa errada. Ao olhar para o namoro como um meio de encontrar a pessoa certa com quem viver, você não perderá seu tempo com alguém que não está certo. Namorar é mais do que ter alguém ao seu lado, é mais do que, simplesmente, um status. Não é como se você apenas tivesse alguém com você e pronto. Você precisa agir de acordo com aquilo, demonstrar ao outro o que sente, respeitá-lo e dividir suas experiências de vida com ele. Isso pode ser desonesto com o outro, mesmo que tenha sido apenas um namoro de poucos meses. A mentira é ruim para quem quer saber como terminar o namoro de maneira suave, e também inviabiliza uma provável volta ou uma amizade entre o antigo casal. Por isso, tenha respeito pelo seu ex-parceiro e conte sempre a verdade. Namoro há quase 1 ano, nossa relação é ótima, mas ultimamente o sexo diminuiu muito mesmo, ficamos quase um mês sem nada, nos vemos aos finais de semana por conta do trabalho, horários e etc, no começo, os primeiros finais de semana (se ñ me engano, 2) nos desentedemos e não rolou nada e numa das vezes que fomos conversar percebemos juntos que estávamos muito robóticos quanto ao ... Mas fora isso o namoro é ótimo, ele é super carinhoso, e mesmo após o Sexo ruim fica abraçado comigo, até marcou viajem só nos dois, sempre me procura pro Sexo, mas é decepcionante o resultado . Eu sei que ele tem necessidade disso. O que eu faço? Vocês acham que isso acaba deixando a relação ruim? Ou por que ele tá assim? Admita que você está em um relacionamento ruim. Para sair de um relacionamento ruim, o primeiro passo é reconhecer que você faz parte de um. É fácil ignorar os sinais e continuar sua vida em um relacionamento problemático, mas ninguém deve sofrer assim. Todo mundo merece ser feliz.

Razão ???

2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 18:52 lucascorneo O pior aniversário

Olá Luba, editores, pessoas que estão a ver, Gatas, e qualquer forma de vida que esteja vendo esse belo vídeo, hoje vou contar a história da grande desgraça que foi meu aniversário. 
No final de 2017, eu tinha conhecido uma garota no interclasse da minha escola, ela era muito gata, querida, e muito interessante, foi paixão a primeira vista KKKKKJ. Começamos a conversar, e na outra semana a gente ficou, encaixou o beijo e foi ótimo, continuamos conversando. Em março, eu iria fazer uma festa de aniversário, e convidei alguns amigos, entre eles, a minha "namorada" e minha melhor amiga. A festa foi ótima, dançamos muito, cantamos, comemos, e fomos pra dentro. Chamei ela pro meu quarto, e começamos a se pegar, mesmo bagulho de sempre, e tava um clima ótimo. Achei o momento perfeito para pedir ela em namoro, ela aceitou, nos beijamos, foi lindo. Após isso, ela foi pro outro quarto, ( no qual estavam minha melhor amiga e uma outra garota) para contar a atual notícia. Até aí tudo bem. Namoramos mais uns 2 meses, e ela me falou que queria me contar um negócio, beleza, falei que tava livre e ela começou a escrever, ela me contou que na noite do meu aniversário, no momento que ela tinha ido contar pra minha "melhor amiga", elas tinham ficado, e eu fui traído 5 min depois de começar a namorar. Hoje em dia eu racho o bico rindo dessa história. Mas não acabou por aí, eu "desculpei" ela, e continuarmos namorando, na minha cabeça só passava uma coisa, eu precisava me vingar, não podia sair por baixo nesse negócio, até aí tudo bem, fiquei de boa e esperei o momento certo pra dar o troco Até que chegou um dia completamente triste, meu bisavô tinha morrido, e eu fui triste pro velório, chorei de mais, tava bem triste. Lá, vi minha prima, e ela tava com uma amiga, a Rainara, ela foi completamente querida, e muito compreensiva, gostei muito dela, e nos começamos a conversar. Passaram-se uma semana, e eu fui de novo pra cidade da minha bisavô, pra missa de 7 dia, e advinha quem estava lá, exato, a Rainara, e advinha o que eu fiz? Exato, fiquei com ela, dando enfim o troco na minha ex. No outro dia, contei pra ela, e esfreguei na cara dela, que eu tinha dado o troco nela. Hoje me sinto mal por ter pegado a garota numa data tal triste, e por um motivo tão ruim. Essa foi minha história, sei que faltaram alguns detalhes, mas se fosse para ler tudo, iria demorar muito tempo, te amo ❤️
submitted by lucascorneo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.18 10:52 TiaSayu Ajuda para aqueles que tem ansiedade...

Yo mina, Daijobu deska? *ೃ˚
Hoje falarei sobre um tema que me atormenta assim com muitas pessoas diariamente. Espero que esse texto ajude alguém que nessa pandemia, anda sofrendo com o dobro das reações desse distúrbio.
AVISO: Se caso você sofre com este problema e níveis descontrolados POR FAVOR, procure por profissionais para se auto-ajudar. Não tente sobre HIPÓTESE alguma tomar medicamentos por conta própria e nem usar métodos não convencionais. Sempre consulte o seu psiquiatra ou médico sobre suas dúvida, e se cuide da maneira correta.
Bilhetinho: Espero com que este texto seja fonte de muito apoio para aqueles que sofrem disto, um guia para aqueles que querem ajudar alguém que sofre. Espero que, de alguma maneira, posso ter sido útil na vida de alguém e ter alegrado o seu dia ♥
Vamos para o textinho︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶
Bom... Para aqueles que desconhecem a ansiedade é algo comum e todos estão sujeitos a senti-la. No entanto, a ansiedade é uma doença subjacente (Que não se manisfesta claramente) somente quando os sentimentos se tornam excessivos, obsessivos e interferirem na vida cotidiana da pessoa, em resumo: ''A Ansiedade é um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação exagerada. ''
A ansiedade que estou citando é mais do que o comum do qual estamos habituados. Está além da empolgação de ir se apresentar em uma entrevista de emprego ou comparecer no primeiro encontro; Tal circunstância pode se agravar com traumas ou com problemas persistentes na vida de alguém, e os sintomas são duradouros e limitadores, o que atrapalham a vida desta pessoa.
Os principais sintomas que podem acontecer são:
Para ajudar ou se auto-ajudar, é necessário entender esses pontos e procurar conversar ou se entender. Procurar as fontes e raízes desta ansiedade e tentar muda-las para amenizar os efeitos. E é para isto que existem os profissionais e pessoas que podem te dar esse suporte durante uma crise.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos importantes:;
Para aqueles que querem ajudar alguém que sofre com isto, é necessário entender algumas coisas cruciais... E entender em si o que é a Ansiedade e os seus tipos.
1- A coisa mais importante é se ter PACIÊNCIA.~ A pessoa já está sofrendo com diversos pensamentos a mil por hora, mal conseguindo conter as próprias emoções e atos. Tenha cautela ao se referir e agir, qualquer erro pode dar a entender que a pessoa afetada só está incomodando e atrapalhando a vida dos outros (E vai por mim, isso vai piorar em 1000%)
Tente conversar, ajude-a se acalmar, converter os pensamentos negativos. Incentive fazer algo divertido ou diferente, algo que vá distrai-la e alegra-la. Dê amor, carinho e seja compreensivo. Evite Julgar, apontar erros e defeitos.

2- Seja compreensivo.~ Tenha em mente de que aquela pessoa que sofre de ansiedade, não tem controle sobre os próprios pensamentos e emoções. Evite fazer mistério e joguinhos de adivinhação, assim como botar medo ou pressão. Além de ser algo completamente irritante para qualquer um, para um ansioso ele ficará bem mal e aflito. Ex:;
'' Preciso te contar algo, mas só posso contar amanha'' ou ''Estamos atrasados. Se apresse!''
Faça isso e é uma noite que você rouba desta pessoa. Enquanto a você dorme tranquila, o ansioso fica acordado, pensando em tudo que é possível e o impossível para adivinhar o tema do assunto ou se cobrando por ter feito melhor.Então por favor, não faça estas brincadeiras de mal gosto, prometendo e adiando coisas, isso faz um mal que só o ansioso entende.Entenda que nossa cabeça funciona a mil por hora, diferente das demais pessoas:Ex:;
Pessoa normal: ''Ata certo, tenho que fazer isto e pronto..''
Ansioso: Tá eu tenho que fazer isso... Perai, será que eu desliguei o gás? ESSA NÃO, SE A CASA EXPLODIR VAI SER MINHA CULPA, PESSOAS VÃO MORRER E A CULPA SERÁ MINHA. Mas.... Será que eu tranquei a porta?... E SE ALGUÉM INVADIR MINHA CASA E FAZER TAL COISA.
(Vai por mim, isso não vai acabar tão cedo. Então por favor, tenha consciência)

3- NUNCA, SOBRE HIPÓTESE NENHUMA, JULGUE. EVITE TOTALMENTE DAR TRANCOS: Como dito, a sensação de estar incomodando é constante. Pensamos que a pessoa nos abandonará, ou que estamos fazendo mal a ela ou atrapalhando a vida dela, nos sentimos inferiores e sempre estamos nos menosprezando. Há casos que até mesmo, o ansioso termina um relacionamento bacana apenas por pensar que ele é incapaz, que o seu conjunge não o(a) suporta e nem gosta dele(a).
E realmente, há pessoas que julgam.Falam que somos muito complicados, que estamos fazendo drama ou teatro, nos evitam para não ter alguém ''enchendo o saco'', e que nos afastamos por ser pessoas ''falsas''. Houve até comentários na minha vida, de pessoas aconselharem a opção de término de um namoro, pois deduziam que a menina estava distante, que ela estava traindo e estava sendo seca de proposito.
NÃO! Nos isolamos e nos afastamos por achar exatamente que estamos fazendo algum tipo de male. Jamais julgue ou se deixe elevar por opiniões alheias. Tente conversar e entender, não vá se precipitando. No final, se caso isso tenha força, só sofreremos ainda mais.
4- Ouça mais e seja sincero: Se a pessoa finalmente conseguir desabafar, a escute até o fim. E se ela hesitar por medo ou insegurança, acalme-a e prossiga. Na maioria das vezes, elas só querem ser ouvidas e não receber conselhos (A não ser que ele(a) peça). E o mais importante, não finja falsa sinceridade, não dê essa expectativa falsa, além de ser uma ato bem babaca, isso só mostra que no fim, você não estava preocupado e nem interessado em ajudar de fato, que só fez por mera educação.
5- Convide-o(a) para dar uma volta: Se possível no momento, convide-o para uma volta. Caso a pessoa aceite, converse e tente distrai-la e acalma-la, fazer atividades talvez, fazer alguma coisa bacana. Gastar a energia em uma caminhada ajuda bastante (Bom, pelo o menos para mim ajuda)
6- NUNCA, JAMAIS OFEREÇA BEBIDAS ALCOÓLICAS: É serio, em crises a pessoa pode associar a bebida como um escape. AI meu filho, ficará difícil faze-la abandonar.
7- E por ultimo. Não diminua isto: Ansiedade é algo que precisa de atenção, assim como a depressão. É algo que afeta a vida de alguém de forma profunda, sendo motivo de vários suicídios e problemas graves nas famílias. Não a trate como algo banal e sem importância, é algo que precisa de atenção e empatia.
︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀
Conselhos para aqueles que Tem a ansiedade e querem uma mãozinha para amenizar os efeitos ♥
1- Pratique alguma atividade física.Dança, artes marciais, ginastica... Qualquer coisa! Isso, além de dar uma animada e fazer bem para a saúde, ajuda a distrair a mente e ''descontar o estresse''. É um ótimo incentivo.
2- Meditação: Se é algo que me ajudou muito nas minhas crises, é a meditação. Ouvir uma musica calma, controlar a respiração, fechar os olhos e relaxar o corpo. É uma boa pedida e AJUDA muito numa crise.
3- Ouvir musicas favoritas: Como uma ansioso precisa descontar sua energia, desconte dançando ou curtindo uma musica de preferência. Isso ajuda e MUITO, nem que seja necessário repetir a musica diversas vezes ou cantar junto.
4- Mantenha uma alimentação top: Sim, até a comida influência. Evite comidas muito gordurosas em certos horários do dia. Os hormônios podem ser nossos inimigos após alimentação.
5- Desconte em seus Hobbies ou descubra novos Hobbies: Nada melhor do que fazer o que a gente gosta, nestes momentos o Faça! Isso pode ajudar durante uma crise e vai distrair sua mente para focar neste Hobby.
6- Pense ao contrario de tudo!: Se realmente está difícil de suportar a crise e nada está ajudando, Alimente boas sensações. De todos os pensamentos negativos converta para os bons. Ex:;
"'Droga eu teria conseguido se eu tivesse feito tal coisa... Não, eu dei o meu melhor e sei que estão orgulhosos de mim. Vou me esforçar mais para que na próxima eu não comenta o mesmo erro. ''
''Ain... Ela falou tão mal de mim... Por que? O que eu fiz?... Não! Há pessoas que me ama do jeitinho que eu sou, e se essas pessoas que são importantes para mim me amam pelo o que eu sou e amam minha aparência, então eu acredito nelas e que se dane o resto!.
Isso é psicológico, não e deixe levar pelos os próprios julgamentos e não se castigue! ♥
7- Procure se amar e se auto entender, reconheça que todos podem errar, e que errar não é algo ruim. Aprender com os erros é melhor do que aprender com os acertos. Se caso você errar com alguma coisa, não se abale! Se valorize e reconheça que você é incrível e que há pessoas que adoram o eu jeitinho.︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶︶ °・❀

Minha experiencia: Sofro de ansiedade, fruto por parte da minha mãe e traumas vindo da época do fundamental/colegial. Meus dias são difíceis e parecem somente piorar. Minha crises são graves e preciso de ajuda na maioria das vezes, tomo medicamentos para ajudar nos sintomas que, muitas vezes, funciona. O sentimento de angustia é algo que realmente machuca, algo que não me dá paz e me faz ter pânico quase por três dias inteiros.
Quando meu namorado está comigo, me ajudando e me dando suporte e amor é algo muito bom. Me sinto muito bem e sinto que melhoro e evoluo demais a cada crise, é importante entender a existência dessas pessoas na nossa vida e de como isso ajuda a evoluir nosso ser. Já fui muito julgada, abandonada, criticada e realmente, são coisas que apenas pioram minha vida. Mas sigo lutando e espero ajudar outras pessoas como eu o aquelas que tem a boa intenção de ajudar estas pessoas.
Enfim, espero que tenham gostado e ter realmente ajudado alguém ♥
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 23:49 Le0nardowest Como um pedido de namoro terminou em tretas e lágrimas

Olá Lubisco, papelões mortos e vivo, Editores, talvez convidado e turminha linda! Como vocês estão? Hoje vou contar como um pedido de namoro deu ruim. Tudo começou no dia 1 de novembro de 2019, o amigo da minha mãe veio dormir aqui em casa (APENAS DORMIR) e eu fiquei no meu quarto sem dormir porquê estava nervoso, pois no dia seguinte ia pedir a menina em namoro. Lembrando: Nós tinhamos 10 anos. Eu fiquei assistindo LUBA na minha TV, sim! E as 6 da manhã eles acordaram e o amigo foi embora, eu pedi umas dicas pra ele e ele ajudou um pouco.
Aí minha mãe tava fazendo o almoço e eu estava vendo tv, eu tava assistindo um canal de tv fictício, que eu criei. Coloquei jornal, programas e bla bla. (Isso é irrelevante mas tudo bem) Eu me arrumei e esperei ela chegar, ela chegou, (lembrando que ela veio com as 2 vizinhas dela que também são minhas amigas e foi por essas duas que conheci minha crush, mas isso fica pra outra Turma Feira) mas chegou de PATINS. Ela SUBIU ESCADAS com essa porcaria. Ela ficava escorregando toda hora.
Chegou a hora de almoçar, almoçamos e fomos ao meu quarto. Ficamos brincando lá até que chegou o momento. Ela ficou fugindo de mim pois ela já sabia. Mesmo assim eu tentei. Ela não queria, mas mesmo assim as 2 meninas fugiram e deixaram nós dois lá. Eu perguntei e ela respondeu:
-Eu te disse que estou pensando. (Já tinha falado pra ela) Eu saquei que ela não queria e deixei pra lá. E depois voltamos a fazer nossas coisas, aí decidimos gravar um vídeo pro meu canal, mas a minha crush, (chamaremos ela de S já que o nome dela começa com S) a S tinha uma irmãzinha de 2 anos, e ela ficava infernizando a gente e não deixava a gente gravar.
Mudamos de lugar e a irmã, (a F) CONTINUAVA, a S foi e falou pra mãe dela: Cuida da F por favor. A mãe falou que não e ela teve que aguentar. A gente não conseguiu gravar então decidimos ver um filme na Ne... vc sabe.
As 2 amigas escolheram um filme e assistimos um pouco do filme. Alternavamos entre ver o filme e ficar brincando no quintal. Aí a S não aguentava mais a irmã e ficou SUPER BRAVA e começou a maltratar tudo e todos. A S foi entrar no quarto. Mas lembra que ela estava de patins? A F foi abraçar a S e ela caiu. BEM FEITO.
Ela olhou pra irmãzinha com uma cara de choro e falou: Não fala mais comigo! Assistimos uns 2 minutos do filme e o pessoal tava indo embora. Mas como a S tava brava com a F, a F foi contar pra mãe tudo o que aconteceu e a mãe olhou pra S brava, a S olhou pra mãe, e a mãe falou:
VOCÊ ESTÁ DE CASTIGO!!!
Foi aí que aquela cara de choro piorou, a S foi sentar no banco que tinha perto da porta e começou a chorar muito. As 2 meninas estavam consolando ela, e eu? Eu estava vendo o meu Insta, eu até falei:
-Aconteceu a mesma coisa comigo, minha prima fez mra e me culp...
-MAS ELA ERA A SUA PRIMA E NÃO SUA IRMÃ!!!
Eu quase falei : -Se você falar assim comigo mais uma vez, eu nunca mais falo com você! Só não falei pq não queria me ferrar.
E elas foram embora, lá em baixo as 2 meninas e a F começaram a jogar queimada, eu e a S não jogamos porquê ela tava ainda chorando e eu vendo Insta. Eles foram embora e foi assim que a minha tarde foi completamente destruída.
Edit: Recebi a notícia que a menina mudou de escola.
submitted by Le0nardowest to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.15 22:24 keeponwalk1ng Sou homem, tenho 25 anos e sou virgem

Sempre fui muito, muito fechado até meus 18 anos. Até essa idade eu só tinha beijado na boca duas vezes, sendo a primeira aos 15. Quando completei 18 anos, mudei da água pro vinho e comecei a ter amigos, a sair, etc, e apesar de eu ser feio, algumas meninas bem bonitas se interessavam em mim e eu nunca ficava com elas por alguns motivos: 1) por serem muito bonitas pra mim, 2) por terem bem mais experiência que eu e 3) pelo risco de contarem pros meus amigos que eu não sabia transar. Nosso círculo de amizade era grande, então a fofoca rolava solta. Sempre que um amigo ficava com alguém, ouvíamos dos dois lados os detalhes da ficada. Então não era achismo meu. Com certeza alguém comentaria como foi, e se minha inexperiência ficasse óbvia (que acredito que ficaria), acabou pra mim. Por puro acaso, conheci uma garota de uma cidade a 3h da minha, e nos apaixonamos. Mas ela tinha 17 anos e eu 18, então eu tinha medo de irmos no motel e pedirem a identidade dela. É uma coisa boba, mas foi o que impediu que fossemos. Então namoramos 6 meses só beijando na boca mesmo. Terminado esse namoro, eu já com 19 anos, acabei entrando pra igreja e comecei a namorar 1 ano depois. Todo mundo sabe que, em tese, na igreja só transa depois do casamento. Eu e minha namorada realmente acreditávamos na religião, então nunca transando durante nosso namoro. O problema é que nosso namoro durou 5 anos. Terminamos há 6 meses por motivos à parte, íamos nos casar nesse ano mas o relacionamento não estava bom. Agora eu tenho 25 anos e sou virgem. Saí da igreja há 3 anos já, mas não ia pra festas porque preferia ficar com a namorada. Agora solteiro, até conheço umas garotas que ficam a fim de mim, mas eu me autosaboto e não transo pelo mesmo motivo da inexperiência. Eu já fui em um puteiro pra resolver esse problema de uma vez, mas broxei hahaha. Passei 1h conversando com a mulher várias coisas aleatórias e depois fui embora. Desde então eu estou tão encanado com isso que nem vontade de transar eu sinto mais, sendo que quando eu namorava o negócio era doido, tinha muita vontade todo dia. Hoje passo semanas sem nem vontade. Eu tinha 4 contatinhos, mas todas desistem de mim porque mostram interesse, mas eu sumo. Não chamo mais pra sair, não chamo pro motel (mesmo recebendo indiretas bem diretas). A insegurança é foda e não vejo solução. Lembrando que essas não são garotas que são apaixonadas por mim, elas só querem algo casual. São o tipo de meninas que se o sexo for ruim (e acho que vai ser), vai me bloquear de tudo e postar no Twitter alguma indireta sobre isso. Eu comecei a namorar aquelas duas garotas porque achei que elas teriam mais compreensão, e as duas realmente teriam, mas nunca chegamos nesse ponto e agora não tenho nem ânimo de arranjar uma nova namorada que vá ser compreensiva. Nem sei se existe, com minha faixa de idade. Enfim, só quis desabafar.
submitted by keeponwalk1ng to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 03:47 Initial_Name85703 estou travando uma batalha interna cmg mesmo,

hi, tenho 17 anos e sinceramente eu não tenho mais forças pra continuar desse jeito.
meu teclado está horrivel mas tá ficando entalado e ...
desde cedo eu sempre fui uma criança muito tímida e em mais sensivel que as outras crianças, nunca fui de ter muitos amigos e eu realmente invejava todos que tinham muitos amigos, até amigos próximos q tinham muitos amigos antes de completar 14 anos minha mãe descobriu um cancer de mama, e pra ser bem sincero a vida vai desgastando com todo mundo, eu hj estou sem forças pra ajudar mimnha mãe, sou muito,muito apegado a ela mas eu senti muita saudade do que eu não vivi na minnha infancia, vontade de jogar bola. ter muitos amigos, sair pra beber cokm meus outros amigos adolescentes e com 15 anos eu arranje uma namorada que foi e [é bastante apoiada pelos meus pais (meu pai teve uma familia antes de nós e o filho mais velho dele é gay, isso sempre fragilizou o meu pai, apesar dele amar bastante ele) então era bastante incrivel, perdi minha virgindade com ela e vie e versa, mas na virada do ano de 2019 eu descobri q ela tinha me traido com outra pessoa, no desespero pra não ficar sozinho e voltar a ser eu mesmo, eu perdoiei, passando uns meses eu descobri outra, e outra, e outra que eu confirmei só recentemente, já trai ela, dps q eu descobri isso mas isso relamente não é pra mim,k enfim.
ela passava ferias inteiras cmg em casa e pela saude debilitada da minnha mãe ela sempre cuidou dela, bem mais que de mmim, no inicio de 2020 na virada do ano ela simplismente surtou e me fez passar um mico na frente dos meus familiares e eu passei por isso.
enfim, no inicio da quarentenaq ela veio passsar a quarentena cmg e foi muio bom, mas começou a ficar insuportavel a pessoa dela cmg, em uma noite nós estavamos conversando a luz das elestreas e ela perguntou sobre "se eu tinha vontade de fazer sexo a 3" disse que tinha curiosidade e tal mas foi isso,então ela passou semanas tentando convencer alguem a fazer isso conosco( ela é assumidamente bi) nunca liguei anto apesar da curiosidade, enfim cheou o dia 11 de julho era aniversario do meu avô em outra cidade e no´s fomos, chegando lá eu comecei a beber com os meus amigos e princicpalemnte o meu irmão, mas em um momento minha prima me chamou pra passsar batom nela pra nós irmos sozinhs pro quarto.
bom nesse ponto eu preciso voltar alguns anos pra contextualizar, eu namorava uma garota e ela era de outra cidade meu pai trabalhava fora então ele traza ela sempre q pode, não era um namoro assumido e era bem estranho mas nós estavams, mas minha namorada era muito próxima da minha prima, muito mesmo então eventualmente eu descobri q elas estavam ficando :)
ela namorava o primo da minha namorada ( game of thrones ) e um dia ela sumiu, e eu descobri q ela tinha traido o meu primo com outro cara, então eu me fiquei muito ruim, contei pro meu melhor amigo na epóca e ele espalhou a conversa, mas o namorado dela nunca soube
voltando, enquanto caminhava eu olhei pra tras e vi minha namorada vindo atrás de nós, soube, eu já imaginava oq ela queria, entrei no quarto e minha prma ficou de olhos fechados sentada eu olhei pra trás e ela estava no quarto me encarando quase me pedindo, então eu dei um beijo na minha prima, ela olhou pra minha namorada e elas comecaram a se agarrar na minha frente, minha namorada não disse nada mas minha prima dizia coisas como "tua boca e tão macia" "voces parecem sex education"e ela esfregava minha namorada então minha namorada diz "enfia.."eu exitei por um momento e ea pediu denovo e eu fiz, minha prima pediu pra parar e nós paramos, nos despedimos dali mas eu fui atras dela pra pedir desculpas e ela me ignorou e minha namorava pouco se importava, ela ficou com nó por um tempo e depois foi embora, no outro dia e fui na casa dela fazer outras cosas e eu aproveitei pra conversar melhor e ela disse q era melhor nós deixarmos esse assunto pra lá, viemos embora e na segunda feira eu encontro no twter dela ela dizendo q tinha sido estuprada por nós ,conou q tinha sido a força,etc...
poucos minutos dps minha mãe já sabia e enfim apartir dali meu mundo mudou, eu queria me defenderm mas eu não podia de jeito nenhum, ninguem me escutava, mnha mãe ligou pra cpnversar com ela pra saber de todo ocorrido mas eu não tava em casa tinha saido pra jogar volei, e o dia se passou, no outro dia meu pai levou minha namorada embora e eu fiquei só, minha mãe conversou com a minha prima por ligação e wwp,e no whatsapp ela escreveu" tia eu só fiz isso pq na epóca da #### eu estava me envolvendo com uma pessoa e ele simplismente contou pra todo mundo então eu queria q elesenisse como eu me senti" no tiwtter pouco tempo dps ela já estava debochado da situação "nâo vou denunciar #### mas eu vou destruir a vida social dele igual ele fez cmg :)" na verdade eram bem mas emojis de shitpost, e pra qualquer pessoa q se interessase ela contava a historia de debochava da situação, pouto tempo dps ela percebeu q tava falando algumas coisas dms e ela excluiu as postagens mas já havia se passado alguns dias e eu já tinha printado muitas coisas,minha famiia se duvidiu mas n durou muito lgo todo mundo estava do lado dela e com razão, não sou mais do tipo de ser merecedor de pena, ela disse q não queria mais falar do assunto e etc... passado um mes desde q eu tinha sido'CANCELADO" ela contou pra uma pessoa muito importante pra mim e eu publiquei o maximo q eu pud no meu tt tentando me defender, mas a essa altura eu já falava com umas 3 pessoas, ele ficaram irritados pq eu ainda falava daquele assunto e desde então tem sido ainda mais dificil sem eles, a mãe dela é umapessoa muito extrovertida com o resto da familia do tio q paga grades e grades de cerveja, enquanto nós somos bem mais reservados então naturalmente ele ficaram do lado dela,por causa do tratamento e traumas passados mamae tem depressão e por causa de tudo issso a depressão dela agravou e e la tentou e matar, mas nós somos mais reservados, soubemos puco tempo dps q ela tbm tinha tentado de se matar mas esssa n foi a °1 vez q ela tentou ela já disse no tt q já havia tentado se matar 60 vezes, e eu sei oq é querer morrer, desistir de tudo, se eu tentar me matar vai ser só a 1° tentativa e só mas ninguem se importaria ninguem quer ewscutar a minha versão e eu fico muito triste pq ninguem, ninguem sente falta de mm, me deixa arrasado pq quqando eu conto parece q isso é culpa da minha namorada mas eu sinto tanta falta dela, me deixca triste pq não é a 1° vez q ela difama alguem aleatoriamente, ela diz que odeia o cunhado dela por ser toxico,mas, toxico pq? não tem explicação o cara não sai nem do meo do mato, me sinto trise pq eu acho q tenho depressão mas eu acho tbm q seria desulmilde da minha parte achar isso assim, tbm repudio completamente assedio abuso estupro, tudo, tusdo issso e jogam um fardo desses ma minha costa, eu sinceramente não me matei pq é a minha mãe quem precisa de mim, eu simplismente odeio odeio odeio ela, e sinto muito se ela tiver depresssão mas eu não me importo mais , ela fez tudo isso e esperou o momento pra acabr cmg e ela conseguiu e ninguem vai querer simplismente abraçar minha causa, tbmme sinto horrivel pq parece que eu s´penso em im, mas toda vez q eu lembro disso me dá um peso mo meu peito. desculpa mãe mas eu não fiz isso.
submitted by Initial_Name85703 to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 06:17 EnricoPorto Como eu pude ferrar tudo?

Sempre fui uma pessoa que sempre quis amar alguém e esse pessoa também me amar e sempre tentei namorar várias meninas na escola porém nunca deu certo e acabava ficando frustado demais e triste, mesmo muitas pessoas falam que eu sou uma cara bonito e acho q divertido não sei o que falta em mim para achar alguém que me ame tão como eu amo ela.
Porque uma vez conheci uma menina que era muito legal e está realmente gostando dela e um dia decidi levar pro cinema pq eu queria conversar mais com ela pessoalmente então nós fomos ao cinema assistimos um filme e enquanto o filme está rolando pedi minha oportunidade de beijar ela pq nunca tinha falado que gostava dela como eu sentia como paixão mais eu fui burro por não entender que ela também senti o mesmo por mim e decidi não beijar ela e alguns dias atrás queria falar com ela porque eu queria só falar com ela porque oq eu sentia por ela ainda existia porém ela me deu uma resposta muito negativa (porém eu entendo) e isso me deixou muito triste me quebrou por dentro pq eu ainda sentia algo muito forte por ela e eu não mostrei isso e sempre que eu vou dormir lembro dela no meu lado podendo começar um bom namoro
Eu não quero mais passar por essa situação denovo e queria que homens e mulheres conversassem entre os outros para me ajudar.
E estou ficando tão triste que estou começando a seguir canais para ajudar com relacionamento e não quero que uma dessas dicas seja algo ruim e acabe com algo no futuro.
submitted by EnricoPorto to desabafos [link] [comments]


2020.09.08 22:42 __katyusha__ Estou apaixonado e desconfiante.

Bom tarde a todos, apenas para adicionar a historia tenho 14 anos faço 15 mês que vem e ultimamente eu levei uma amiga pra sair e aconteceu o que eu não queria que era me apaixonar por ela, não por ela ser feia muito pelo contrario ela é muito fofa muito linda fico ate sequelado quando to perto dela mas eu não queria primeiro por ela ser minha amiga e segundo por ela ser difícil, ela é lerda, os amigos delas são todos garotos e principalmente ela tem um webnamoro :o sobre o web namoro dela eu conheço muito mas sei que ele mora a 3 estados de distância daqui (no caso de sp para Brasília) eles se viram apenas uma vez em um evento ano passado e no final do ano passado eles terminaram e voltaram no começo desse ano, ela é uma pessoa triste e isso não quer dizer que o namorado dela seja alguém ruim porem é estranho o como ela expõe os problemas dela na internet sendo que ela tem alguém pra contar isso. ela e eu somos bastante opostos temos ideias iguais mas gostos totalmente opostos o que me dificulta mais ainda, eu não sei como desenvolver uma conversa, ela também não é fica naquela situação sem graça. bom pra resumir eu não sei se eu devo tentar pois eu quero e acho que eu posso fazer ela muito feliz que pelo que eu percebo o que ela quer é alguém que a faça feliz mas ela não demonstra sentimentos então eu não sei se ela ta gostando de algo ou se eu estou sendo inconveniente. ou se eu não devia tentar pois ela já namora enfim tudo isso esta me deixando confuso e preocupado quem já passou por isso poderia me ajudar pois ainda sou muito novo e não sei o que fazer em uma situação dessas.
submitted by __katyusha__ to desabafos [link] [comments]


2020.09.07 14:48 Coxinha_assassina_- Amor

Sempre fui uma pessoa tímida , e no começou do ano acabei me apaixonado e isso era algo extremamente novo para mim sempre tive uma pressão da minha família para tirar notas e ser o aluno exemplar. Percebi que esse pessoa também gostava de mim , mas meu amigo falou para que gostava dessa pessoa e aquilo foi um choque para mim e então tentei deixar esse sentimentos de lado e então veio a pandemia e quarentena. Fiquei meses sem falar com esse pessoa , até que eu achei seu número e então tomei coragem e mandei mensagem para ela falando como eu gostava dela e ainda gostava e a mesma me respondeu com um '' Entendi'' e foi aí que meu coração se partiu pela primeira vez. Mas eu ainda não conseguia esquecer ela , e mas uma vez depois de algum tempo decidi seguir o conselho de um amigo e mandei para ela '' Eu rejeito sua rejeição'' e depois que mandei percebe o quão idiota era aquilo só que então ela respondeu que ia pensar que gostava de mim e depois não me respondeu mais. E desisti de fato quando percebi que ela e meu amigo estavam sempre conversando e mais uma vez acabei magoado e então eu apenas aceitei e fiquei feliz por eles. Até que eu comecei a conversar com meu amigo e ele falou que ela realmente gostava de mim quando eu mandei as mensagens e isso foi um grande choque para mim. E então ele me mandou mandar mensagem para ela pedido ela em namoro, no momento a única coisa que eu pensei serei levar um fora e a incomodar. Eu mandei já esperando um GRANDE não mas a mesmo só me respondeu com um Blz e a comunicação agora é muito ruim eu não consigo puxar assunto que acho que a estou a incomodando e a forçando a conversar comigo. E eu não sei o que fazer, eu me sinto insuficiente em relação a ela e acho que ela seria melhor com meu amigo do que eu. Eu realmente gosto desse pessoa e tenho medo de acabar me machucado.
submitted by Coxinha_assassina_- to desabafos [link] [comments]


2020.09.06 20:36 lvdovic Percebi que não entendo a ideia de amor romântico e nem o sentido de se ter um relacionamento.

Hoje eu vi um vídeo no YouTube de um criador de conteúdo e sua agora ex namorada falando como terminaram seu relacionamento da melhor maneira possível, super de boa e sem treta. Vi eles falando sobre alguns aspectos de um relacionamento daora, sobre companheirismo, sobre planos, romance, etc. Assim, eu percebi que eu simplesmente não consigo entender nada disso.
Fiz 21 ainda esse ano. Nunca namorei. Só não sou virgem porque no meu grupo de amigos todo mundo se pega e graças a deus eu não fiquei de fora. Desde a adolescência eu tenho muito problema com minha autoestima baixíssima, timidez enorme, e minha vida pessoal tá bem ruinzinha também (acho que faz uns anos isso).
Acho nunca me apaixonei de verdade. Só cheguei a gostar de umas pessoas, mas nunca nem falei o que eu sentia pra elas. Nunca nem cheguei perto de um relacionamento. Lembro que quando eu tinha uns 15/16 anos tudo o que eu queria era um namoro (sair com a pessoa, passar tempo juntos, além da vida sexual e etc), mas quanto mais o tempo passa, menos eu compreendo essas coisas. Hoje em dia não entra na minha cabeça do porquê das pessoas namorarem, de como elas conseguem passar tanto tempo juntas, de como funcionam esses sentimentos de amor romântico e companheirismo.
Sei muito bem que atualmente a última coisa que eu quero é um relacionamento, já que tenho muitos problemas internos pra resolver e não quero projetar nada em ninguém, mas mesmo sabendo que um dia eu ainda posso consertar esses traços ruins, eu não consigo conceber uma realidade onde eu não vou estar sozinho. Eu sei que boa parte desse pensamento só existe por causa da minha autoestima afundada (eu sei que é objetivamente possível achar alguém que goste de mim, mas as vezes fica difícil de acreditar em mim mesmo e que eu mereço ter alguém do meu lado), mas, como eu disse antes, conforme o tempo passa eu assimilo cada vez menos o significado de se ter um um relacionamento, de conseguir amar de maneira romântica uma pessoa (porque vejam bem, eu, por exemplo, amo meus amigos, mas sei e imagino que amar alguém de maneira romântica é completamente diferente), de ter alguém ao seu lado todos os dias, de fazer planos juntos.
Espero que um dia eu consiga passar por cima desses pensamentos. Mesmo que tudo isso seja extremamente abstrato pra mim hoje, eu imagino que deve ser muito bom esse negócio de amor. Todo mundo diz que é incrível. Es mesmo tendo a parte ruim de sofrer caso não dê certo, eu queria muito viver e entender tudo isso um dia.
(criei uma conta nova só pra desabafar isso sem correr o risco de alguém que eu conheça reconhecer meu outro username e espero do fundo do meu coração que nenhum conhecido reconheça toda essa minha descrição aí ahduabduhshdbdud)
submitted by lvdovic to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 06:33 Luuwuh O dia que eu transformei uma webamizadecolorida em um namoro real.

Bom dia, boa tarde, boa noite Luba-san, gatas, otakus fedidos e não fedidos, restos de papelões e turma que está a ler, tudo bem com vocês? Hoje decidi compartilhar com vocês a história de como eu transformei uma webamizadecolorida em um namoro real.
Bom, eu tenho um amigo (que não é bem um amigo, logo logo vocês entenderão pq) que eu conheço faz bastante tempo. Eu conheci ele numa "rede social" chamada Amino a muito tempo atrás (tipo, faz uns 3/4 anos que eu conheço dele). Bem, nós sempre fomos muito amigos e sempre conversamos muito (ele tinha até virado meu melhor amigo). Ele é da mesma cidade que eu, mas nunca nos vimos pq ele mora do outro lado da cidade. Recentemente, nós viramos amigos coloridos pq nós sempre demos em cima um do outro e tals, mas nunca oficializamos com um namoro. Como nós nunca nos vimos, sempre tivemos o sonho que todas as pessoas que tem web amigos tem: sonhávamos com o dia em que nos veríamos na vida real. E eu fiz isso acontecer! Bem, meu aniversário estava chegando e com isso, minha mãe decidiu fazer uma mini festinha só pra gente daqui de casa por causa da pandemia. Como era aniversário de 15, minha mãe não queria que passasse em branco, então faríamos essa festinha. Eis aí a oportunidade perfeita de apresentar meu "amigo" para minha família, mas tinha um problema: eu tava MORRENDO de medo de contar pra minha família e dar ruim, já que ele tem 17 e eu 15. Bom, os dias foram passando e o dia do meu amigo estava finalmente chegando e eu estava enrolando pra contar pra minha mãe desse meu amigo. Até que eu tive a brilhante ideia de acordar cedo e contar pra minha mãe enquanto ela se arruma pro trabalho (a ideia era que ela deixasse pra conversar melhor quando ela chegasse em casa de noite, pq aí dava tempo de planejar o que falar), e eu sem ser boba, virei a noite pra poder estar acordada e tal. Quando finalmente deu a hora e minha mãe estava se arrumando, eu arreguei e não consegui contar. Massas, não sendo boba, resolvi fazer um TEXTÃO pra ela no whatsapp pra contar a novidade. Deu tudo certo e minha mãe aceitou numa boa. Já tinha combinado com ele e a mãe dele que eles viriam rapidinho só pra apresentar ele pra minha mãe, então estava tudo certo, faltava apenas contar pro meu pai. A estratégia usada pra contar pro meu pai foi: eu pedi ajuda da minha madrasta pra ela ir "preparando o terreno" pra mim poder contar. Contei bem no dia da festa e ele ficou meio nervoso, mas também correu tudo certo. Era dia da festa e eu já estava muito nervosa e ansiosa a espera do meu amado (nem dormi direito no dia k) Meu pai e irmãos fazendo piadinha sobre eu estar namorando, logo eu que sempre disse que não iria namorar nunca pq não preciso de maxo e pipipi popopo, ele finalmente chegou! Apresentei pra família e aparentemente todo mundo gostou dele e eu fiquei super nervosa e feliz, nem sabia como reagir. Só sei que agora namoramos de verdade e estamos esperando a pandemia passar para poder marcar vários encontros para darmos uns pegas <3 Tiramos algumas fotos, mas ele morre de vergonha, então não irei expor ele aqui. É isso lubinha, espero que tenha gostado, tenha um bom dia/tarde/noite e beba bastante água! <3 (Ficou meio grande, msm eu tentando resumir bastante, desculpa •~•)
submitted by Luuwuh to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.01 22:52 kinoko_okonik Eu sou babaca por não tolerar o comportamento da minha mãe?

(É uma história meio longa) Eu realmente preciso de uma ajuda com isso, vou dar um contexto: eu sou garota, tenho 17 anos, minha mãe me teve muito nova, então quando eu tinha 3 anos, ela conheceu um rapaz brasileiro cuja família morava no EUA e foi embora pra lá, de lá pra cá ela nunca mais voltou, mas conversa diariamente comigo. Eu moro com os meus avós, que eu chamo de pai e mãe, mesmo nossa relação não sendo muito boa a gente convive.
Ok, voltando à história, eu namoro à 9 meses com um garoto maravilhoso, ele me faz muito bem. Minha mãe não gosta dele, mas nunca falou nada sobre, como ele mora perto eu vou na casa dele direto, minha avó gosta bastante dele. Minha mãe fez questão de me ligar, como a gente tava ocupado jogando e dando beijinho eu recusei e mandei uma mensagem de "mãe, eu tô ocupada, depois a gente se fala ok?" Ela não gosta dele, sendo que ela nem conhece ele, e usou disso pra fazer um comentário racista sobre meu namorado (Meu namorado é negro) e reafirmar que ele não gosta dele por coisas que eu disse no passado (Ano passado eu e ele éramos amigos mas nossa amizade tava passando por uma fase ruim já que a gente se gostava mas era muito complicado ficar junto, então eu disse que ele andava muito triste e quieto), ela disse que "ele não dá valor na vida que deus deu pra ele". E eu fui bem clara e falei
Eu: Ainda bem que quem vem aqui sou eu e não você.
Mãe: Opa, olha o jeito que você fala comigo, eu não tô te maltratando.
Eu: Nem eu, mas essa foi uma opinião que eu não pedi, uma piada que eu não gostei (sobre a piada racista que ela fez)
Mãe: Você precisa aprender à rir das coisas, ter senso de humor. Você precisa de pessoas positivas na sua vida.
Eu: Ele é uma pessoa boa, e é mais positivo do que você tá sendo pra mim, ele me faz bem feliz e eu não vou parar de vir aqui porque você quer.
Isso resultou em uma grande discussão que no final eu falei "Desculpa se eu te ofendi". Ela mandou uma mensagem falando que não queria mais falar comigo, ok, passaram 4 dias e eu não chamei ela, não falei com ela sobre nada. Acho que ela esperava que eu fosse chorando pedir desculpa por não aceitar a piada maldosa dela, eu só aceitei o "não quero mais falar com você" e não chamei ela.
Hoje ela ligou para a minha vó, falou mal de mim, do meu namorado, ameaçou parar de ajudar minha vó à pagar as contas. Então eu fui falar com ela, eu comecei à fazer psicóloga faz poucos dias, então eu resolvi torar esse peso das costas pra não precisar encher o saco da minha psicóloga com briga assim e me abri pra minha mãe.
Disse que ela não me conhece direito, que eu quero ser amiga dela, a gente podia resolver tudo isso, pedi desculpa se eu ofendi ele, pedi pra ela me ouvir e disse o quanto meu namorado me faz bem.
Ela me mandou aseguintes mensagens: "Você tá sendo dramática, eu não fiz nada demais e você começa à gritar e ser assim" "Eu não tô podendo com esse tipo de relacionamento, isso é tóxico" "Você tem idade o suficiente pra saber o que é certo e o que é errado"
(Lembrando que eu não gritei com ela afinal em todo esse tempo a gente só trocou mensagens no Whatsapp.)
Eu disse: Ok, se você tá me fazendo mal e eu tô te fazendo mal, eu não vou mais voltar na conversa, desculpa. Eu só queria que você fosse minha mãe e minha amiga.
Ela mandou um áudio de 3 minutos falando pra eu me pôr no meu lugar, eu não sou a dona do mundo, eu nao sou a "fodona". Eu disse que eu nunca disse isso, ela tava pondo palavras na minha boca, ela respondeu falando que eu coloquei nela erros que ela não cometeu e ela é a única que me apoia.
Segue a conversa:
Eu: Eu desculpa, você que tá na defensiva.
Mãe: Claro que eu entrei na defensiva, vocês só me atacam, uma hora a pessoa precisa se defender, não sou saco de pancadas.
Eu: Ninguém tá te atacando, eu falei como eu me sinto, foi pra isso que você me colocou numa psicóloga. Eu não gritei com você, eu não briguei com você, só tô tentando conversar.
Mãe: Coloquei pra ver se você para de ser egoísta, te ensinar à ser mais humana.
Eu: Ela não é professora, ela tá lá pra conversar.
Mãe: Você viu qual o seu erro? Não importa quem esteja errada, eu não vou discutir com ela e cobrar dela uma opinião que não é minha. Se você tem uma opinião, guarde pra si.
Eu: Digo o mesmo, guarda a sua opinião sobre o meu namorado.
Mãe: Não é opinião, é conselho.
Eu: Mas eu não pedi!
Mãe: Você sabe que eu faço brincadeira.
Eu: Eu sei, mas eu não gostei, simples, o limite do humor é quando magoa alguém. (E isso magoou meu namorado, ele ficou extremamente incomodado)
À partir daí ela quis me dar sermão, falou que não vai pedir desculpa, falou pra eu só chamar ela quando eu souber conversar e eu cansei de ser lógica e disse "Ok, eu vou te bloquear, eu cansei de tentar falar com você em paz, você não entende mesmo."
Ela me ligou URRANDO de raiva, disse que eu era uma desgraçada ingrata, eu tava de castigo, não ia fazer mais nada pra mim, se soubesse que eu sai de casa vai tirar tudo que eu tenho, vai cancelar a psicóloga.
Eu quero saber, eu fiz errado em algum momento? Eu não vou deixar ela magoar a pessoa que mais me faz bem nessa vida de forma alguma. Alguém tem algum conselho?
Update: ela me mandou mensagem falando que me mandou dinheiro pra comprar coisas, eu falei "não quero, manda pra (minha vó) pagar conta", eu tô tão brava com ela tentando me comprar que não cabe em mim a raiva.
submitted by kinoko_okonik to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.01 13:11 stopblowingmymind Twitter e insegurança

Eu tenho consciência de que o que eu sinto e estou sentindo é completamente bullshit, mas eu não consigo parar de me sentir desconfortável e precisava MUITO de ajuda. Eu namoro há aproximadamente 2 meses (mas a gente conversa desde maio) e ontem, assim como outros vezes, eu decidi procurar coisas p me sentir mal. Fui no twitter dela olhar as mídias e encontrei uma imagem de março que dizia (favorite aqui p eu dar anonimamente em cima de você) e era um post em que ela dava em cima de umas 10 pessoas e, mano, por mais que não faça sentido esse sentimento, porque a gente nem se conhecia/conversava, eu preciso falar isso c alguém, eu me sinto um doente por me sentir desconfortável e um pouco triste, mas se eu falar isso c ela vai ser ridículo. Porra sei lá, eu consigo me enxergar em março e saber que por mais que eu não fizesse esses posts, eu tb ficava c outras pessoas, MAS QUE MERDA DE SENSAÇÃO RUIM. Me desculpem.
submitted by stopblowingmymind to desabafos [link] [comments]


2020.08.30 22:04 mixdixx família abusiva

Eu tô muito indignada com minha família. Desde que comecei a namorar (é meu primeiro namoro sério, estou quase noivando) comecei a perceber os comportamentos abusivos dos que moram comigo.
Começando que eu filha do meio, tenho 18 anos, meu irmão tem 21 e minha irmã 11, eu sou a que faz mais de 70% dos serviços diários domésticos, literalmente lavo a louça todo santo dia e nunca vi meu irmão lavar a não ser que eu tivesse morrendo (não deve ter acontecido mais de 2 vezes) e minha irmã de 11 é filha do meu padrasto isso a torna protegida de todos caso mandem ela fazer algo.
Contando que meu padrasto é o cara mais chato que eu conheço (eu não sou adolescente revoltadinha que não se conforma só porque é padrasto) eu sou na minha, mas ele pega muito no meu pé, me proíbe de sair pra casa das minhas amigas, não posso trazer meu namorado em casa, não posso dormir no meu quarto porquê ele dorme lá de propósito pra eu não poder, teve épocas que eu não podia carregar meu celular em casa, eu levava nos meus amigos pra pegar uma carga e voltar pra casa, meus irmãos perceberam e já falaram pra minha mãe que não é justo, porquê é realmente só comigo, ela só diz que é o jeito dele e devo respeitar.
Minha vó diz todo dia que sou gorda, que não sou moça por causa da minha cintura, que meu namorado vai me largar por isso e isso me machuca, faz mais de 8 anos essa rotina. Eu sempre percebi como é ruim, mas antes só aceitava.
Agora que meu namorado está comigo, me ajuda e me mostra como tudo isso me faz mal, todo esse ambiente já me fez desenvolver um ansiedade muito ruim, meus dedos estão frequentemente machucados, baixa auto estima de não conseguir tirar fotos e solidão extrema interna. Sempre fui sozinha e me senti assim.
Eu e meu namorado vamos fazer 6 meses em setembro, pedi pra minha mãe me deixar ir à praia com ele, eu dormiria lá e voltaria de manhã no outro dia, ela não pagaria nada, reforçando que tenho 18 anos, não trabalho ainda, ela não deixou. Disse que minha vó só pensa em besteira e vai gritar na cabeça dela, minha vó está sempre gritando com todo mundo (acho que ela tem problemas mentais reais).
Eu tenho que me privar sempre de tudo por causa da minha família, isso tem me deixado muito revoltada, apesar que não grito, não xingo, nem nada do tipo, eu geralmente só aceito e guardo. Eu não sei se devo parar de me importar com todos aqui e começar a viver minha vida ou espero até um milagre acontecer e eles mudarem. Estou cansada real.
Meu namorado é a melhor pessoa que já conheci, tenho certeza que estarei casada com ele em menos de 2 anos, ele me ajudou muito nas questões de culpas que eu sentia por minha família (eu achava que se eu achasse ruim com eles pelas coisas que faziam, era culpa minha) me ajudou a me aceitar e a melhorar minha alto estima e eu queria muito que nossos 6 meses fossem muito especiais. Eu nunca fui a praia e ir com ele seria muito incrível.
Por fim eu não sei se continuo me privando pra não brigar com eles, ou começo a viver de forma que me faça feliz.
submitted by mixdixx to desabafos [link] [comments]


2020.08.30 04:12 HourEstablishment4 me sinto uma merda por destruir a maioria dos meus relacionamentos

me sinto uma bosta por causa disso, nunca houve um diálogo bacana nos meus relacionamentos, ok, que a responsabilidade não foi toda minha, mas da outra parte também, porém sinto que não consigo manter um namoro, não tenho paciência pra certas coisas, tipo ficar dialogando demais. Muitas vezes sinto que a minha liberdade está sendo posta em jogo, e isso acaba me tirando a vontade de ter um relacionamento.
Quero ser melhor, já fiz terapia, pretendo voltar inclusive.
Porém as vezes bate uma bad, ou sentimento ruim quando frequento lugar cheio de casal/família, não sinto que aquilo é pra mim. Me sinto mal.
Como mudar isso?
submitted by HourEstablishment4 to desabafos [link] [comments]


2020.08.28 12:44 Lady_Unicron Sou babaca por ficar com o Crush da minha amiga?

Olá Luba, turma, editores, gatas, papelões mortos e possível convidado(a), pode me chamar de Iron, pois é assim que vão me conhecer.
A minha história é praticamente quando conheci o amor da minha vida que namoro até hoje (não fica mal lubinha, se eu achei alguém, tu também acha).
Tudo começou como um dia normal no nosso “chat/grupo” de conversa, conheci muita gente legal quando entrei pois uma garota havia me visto no app e resolveu ser bondosa e me colocar no grupo, fui recebida muito bem (a maioria era menino, mas não faz diferença), tinha mais 4 garotas além de mim e me tornei bem amiga delas e dos meninos, por eu ser a “novata” eu estava recebendo bastante atenção e uma das meninas não gostou muito, ela sempre queria chamar mais atenção, eu estava de boas quanto a isso.
Eu tinha medo do meu namorado na época por que todo mundo me falava meio mal dele “Ele é muito sério, não é legal” e blá blá blá, um dia fui abraçar ele em uma ação de RPG e ele saiu voando pelo “susto” . . .mas logo voltou (sim. . .a gente conversava e fazia RPG), depois de um tempo ficamos “a sós” e nós ficamos juntos. . .ele me fez voar e no final eu beijei ele. . .a menina apareceu e ficou tentando desviar a atenção, daí já vem a galera me perguntar “você tá gostando de fulano?” e eu fica meio hesitante de falar, mas dizia que sim e sempre falavam “outra que gosta dele” . . .nessa hora eu fiquei meio abalada, mas lembrei que ele não estava namorando, então fui pedir a ajuda dessa menina que vou chamar de Karls. Fui até karls e contei pra ela que eu estava gostando do (vou chamar meu namorado de Lew) Lew, ela começou a me dar um sermão e falando que gostava dele também daí eu comecei a me sentir mal e tentei deixar os meus sentimentos de lado (os: Karls já estava namorando outro cara e tava afim do Lew).
Lew percebeu aquilo e nunca me deixava me afastar e Karls vinha me dar sermão e falar que ia se matar. . .isso me deixava ruim, mas um dia Karls e o Lew estavam brigando e ela fala para ele “Eu te odeio” e ele respondeu dizendo “Mas a Iron(eu) me ama, não é Iron?” eu fiquei tão em dúvida no que dizer e soltei um “talvez” e para tentar aliviar a tenção resolvi brincar também “ah. . .e você me ama, não é?” e ele apenas disse “sim, amo sim” . . .nessa hora ficou eu e um amigo(Sd) meu surtando de alegria, por que ele estava afim da Karls e eu estava tentando ajudar ele a ficar com ela.
Então um dia a gente entrou em Call, primeiro foi só o SD e Lazer (dois amigos meus), depois o Lew apareceu e ficaram me chamando para entrar. . . então entrei na call. . .todo mundo ficou me chamando de fofa por conta da voz. . .até o Lew e eu ficava envergonhada obviamente.
Quando o Lew foi “embora” para terminar a tarefa dele. . .eu estava nas nuvens, ela era totalmente diferente comigo. . .daí o Lazer veio me perguntar na call “Você sabe que o Lew namora né?” nessa hora. . .meu mundo desabou de baixo dos meus pés, se eu não estivesse sentada. . .eu caia com certeza, nesse dia eu xinguei tanto o Lew no privado. . .e chorei que deu até dor de cabeça, ele começou a me contar a verdade, que ele não estava namorando, ele só era amigo da menina que falaram que ele estava namorando, me senti mal por xingar ele e fui xingar o Laser, daí ele me veio falar “eu PENSEI que eles namorassem, já que ficam de abraços e emoji” . . .queria tanto socar ele, mas fazer o que. Um tempo depois a gente começou a namorar e Karls sempre vindo tentar nos separar ou tentar chamar atenção do Lew, mas só ganhava a minha por que eu não gostava de ver ela daquele jeito (ela tinha terminado com o “ex” dela e começado a namorar o SD) e então um dia ela surtou, começou a falar um monte de coisa como “eu te amo, aquele dia que ficamos a sós foi tão bom, por que ela e não eu?” e etc. . .eu queria chorar por que tinha machucado ela, mas o Lew tomou a frente e começou a falar para ela “eu escolhi a Iron(eu) por que ela. . .” e começou a comparar nós duas . . .me senti mal, mas fiquei feliz de ver que ele me achava tudo aquilo, ela saiu do nosso chat/grupo e criou um dela sem nós dois. . .até hoje nosso chat é ativo e ela sumiu por muito tempo do app, mas sempre falava com o SD e o Laser, um dia ela falou que ela tinha traído o SD com a namorada do Laser. . .isso deixou eles abalados. . .todo o sentimento de querer perdoa-la se foi, por que ela machucou os meus amigos.
Sou babaca por namorar o Lew e não querer perdoar ela?
submitted by Lady_Unicron to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.27 05:21 LuannyKun_ Meu desabafo sobre a escola

Eu queria desabafar algo pra vocês... A um ano atrás eu entrei em uma nova escola, fiz novos amigos... Mas um porém, tem pessoas que tentei socializar mas não foi muito boa a relação, elas me deixaram pra baixo, falaram coisas de mim que não são reais, eu me senti muito triste porque eu só queria socializar, não há nada de ruim nisso né? Depois disso eu pedi desculpas e perguntei o que eu fiz para elas me tratarem desse jeito, elas disseram que era meu jeito de falar com as pessoas, falaram que é ridículo, chato, irritante e bobo. Depois disso eu me senti muito mal, pra baixo, mas meus amigos por perto já me deixavam feliz, eu fiquei pensando o que aquelas "pessoas" disseram sobre mim, poxa eu só queria faze-las felizes, eu amo deixar as pessoas felizes. Se passou bastante tempo, tive que aturar tudo que fizeram comigo. No ano de 2020 eu fiz mais amigos novos (muitos mesmo) por causa do meu jeito otimista de ser. Daí eu falei com uma garota que eu conheci ano passado, nos aproximamos e eu comecei a gostar dela... Ela me fazia feliz, mas ela já namorava, eu fiquei triste mas não muito, daí eu comecei a parar de gostar dela, mas não perdemos a nossa amizade, era algo tão bom. Um dia ela disse que gostava de mim e me pediu em namoro, mas eu recusei, eu disse que éramos novas demais e que ela acharia alguém bem melhor que eu, ela ficou bem triste e tivemos uma briga, ela disse que eu só queria "brincar" com os sentimentos dela, porque ela sabia que eu gostava dela, e disse que não deveria ter entrado na escola e na vida dela. Depois disso tive um sentimento de que não deveria ter nascido, tudo que eu fazia não era o suficiente, eu larguei meus amigos por causa dessa escola, e eu tenho vontade de voltar atrás e falar que eu não queria ter entrado nessa escola, eu só penso que eu sou um monstro, pq eu deixo todos tristes e não felizes? Eu sou um monstro, destruo corações e até hoje penso em me matar, eu só queria fazer as pessoas felizes.
submitted by LuannyKun_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.26 10:04 marvinpls as vezes cansa demais ter apenas um grupo de amigos

não, não é pelo motivo de serem meus únicos amigos. falarei sobre um conjunto de problemas que parecem uma bola de neve invisível.
hoje tive uma discussão com um amigo, esse amigo que entrou no nosso grupo há 2 ou 3 meses mais ou menos. ele é uma pessoa muito legal, mas menos quando toca em qualquer assunto sobre política.
ele se altera, grita, e não liga se você não está gostando. parte disso é por ele ser meio debochado, irônico, sarcástico e piadista fora de hora, mas o jeito como ele se comporta não é impactante no bem estar do grupo pois ele é uma pessoa muito de boa nas outras vezes e é bem participativo, só esse detalhe que é chatinho mesmo.
no meio dessa discussão sobre política surgiu muita coisa (que foi a menor das coisas). fofocas sobre ex membros que fizeram merda e pararam de falar com a gente, problemas deles mesmos com outros membros (não era só ele na chamada), e por aí vai. tudo bem, fofocar é legal e alguns assuntos até são "éticos", mas isso dá liberdade que falemos sobre coisas que não temos certeza sobre outras pessoas apenas porque estamos em bando, por estarmos supondo sobre coisas duvidosas de membros com pessoas que tem disposição à concordar conosco (as outras pessoas da call).
darei exemplos.
um amigo nosso fez merda, vacilou com apenas 1 membro do grupo. esse ficou sentido, mas esse amigo que fez merda não pediu desculpas e ficou ausente do grupo por conta do climão. ele não fez nada tão grave na real, mas para a pessoa em específico ela se sentira ofendida e por fim ele devia uma leve desculpas. o resto ainda gosta e fala com ele, mas essa pessoa que não recebeu as desculpas não. odeia ele, por um motivo bobo na real pois o que motivou a briguinha entre os dois foi algo bobo.
como estávamos em grupo, apenas observei que muitas pessoas começavam a especular sobre a vida particular dele, o que achei bastante intrusivo. faziam fofocas sobre o namoro dele, sobre o jeito dele, tudo porque não gostavam dele! óbvio que essa indiferença foi motivada por ele ter feito besteira, mas será que isso dava direito de falar sobre coisas extremamente pessoais da vida dele? claro que não.
acho o comportamento infantil, e também acho muita gente sendo infantil quanto à esse caso, o que denota uma imaturidade de muita gente daquele grupo, que é maioria.
pessoas que não tem expectativas de vida, tem uma idade semelhante à minha, e tem uma vida confortável em casa com seu computador, mas são bons amigos e convivo com eles desde o ensino médio (hoje tenho 22 anos). são pessoas relaxadas, mas são boas pessoas.
por fim... de verdade, são ótimos amigos, mas essa parte da maturidade me fere bastante. quando serei alvo de algo semelhante caso eu faça algo que eles não concordem? por falar algo ou suporem errado sobre minha vida em particular e coisa assim. eu não quero isso, e me sinto desconfortável só de pensar sobre a possibilidade.
é muito ruim ter apenas um grupo de amigos que você compartilha muitas e muitas coisas o tempo todo há muitos anos, principalmente quando não são pessoas lá muito maduras.
queria muito conhecer pessoas novas, mas não sei como e nem por onde. nunca dei certo na faculdade pra fazer amigos, e sei lá quando vou conseguir outros. parece que é difícil conseguir um novo grupo de amigos hoje em dia.
submitted by marvinpls to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 04:19 k-feina Queria um namorado

Tenho 26 anos e nunca namorei, nunca senti falta de algo sério também mas acho que a quarentena me deixou muito carente, carentena, e sinto invejinha das histórias que vejo as meninas compartilhando sobre seus namoros por ai. Sou muito ruim em fletar com as pessoas, ainda mais agora tendo que ser online, então não vai rolar pra mim esse ano provavelmente. Só isso mesmo ia desabafar no Twitter mas aqui pelo menos não tem amigos meus pra me zoar.
submitted by k-feina to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 15:18 zuquenbeury Me ajudem aqui

Não sei como começar esse texto então vou começar do começo. Minha amiga estava namorando um garoto, ele virou meu amigo também, e eles terminaram faz umas semanas. Estava tudo ok. Ele tava mal e eu estava lá consolando e ajudando ele no fim do relacionamento, todos os dias eu mandava mensagem e perguntava se estava tudo bem com ele.
Então as coisas foram correndo assim, até que um dia ele fala pra essa amiga(a que terminou com ele) que a única pessoa que esteve do lado dele é a Isa, uma outra amiga dele. Que ela era a única que dava carinho e tudo o que ele precisava. E eu fiquei me sentindo muito triste com isso, por ele ter feito tão pouco caso de mim. Depois desse acontecimento parei de falar com ele, não mandei mensagem, não procurei mais ele e tá assim até agora.
Mas as vezes eu fico me sentindo culpada por ter abandonado ele num momento tão ruim, porque ele está sofrendo com o fim do namoro e com problemas em casa. Mas ele não é flor que se cheire, direto fica fazendo trolagens com a minha amiga (a que terminou com ele) e comigo também e fica nos enganando de vários modos. Meninas será que estou certa por feito isso?
submitted by zuquenbeury to ClubeDaLuluzinha [link] [comments]


2020.08.23 06:19 Furao_do_mato Sinto que deveria assumir minha sexualidade (e minha possível romanticidade), mas não quero (H, <18)

Desde o primeiro semestre, eu venho me identificando muito com os espectros assexual e arromântico e eu estava orgulhoso no "armário", já que, apesar de querer me casar e ter filhos um dia, nunca me senti um "perdedor" por ter passado o ensino fundamental e médio "BV", inclusive achava até desconcertante e sem sentido isso de quase tudo na vida de um homem se resumir a sexo e beijo na boca, tanto para heterossexuais, quanto para não-héteros.
Só que, quanto mais eu entendia sobre a causa aro/ace aqui na internet, mais eu via o tipo de opressão que meu grupo sofre (não vou descrever, mas parece o tratamento dado a homossexuais no século XIX) e descobri que o pior de todos é apagamento de identidade. Depois de ter visto um vídeo execrável cheio de desinformação e ofensas sem sentido, comecei a pensar o quanto as pessoas podem fazer associações e simplesmente não querer entender o que sinto.
Então, aí é que entra a parte de me assumir. Não quero ter que "sair do armário", porque, não vejo necessidade de me expor a um risco desnecessário com possibilidade de julgamento e represália de uma família que já disse "Casamento é ruim, mas namorar tudo bem que é impossível um homem viver sem mulher" e "Quem não gosta de mulher deve gostar é de homem" (como se fosse algo ruim ser gay, além de anular não-binaridade e a possibilidade de não sentir atração sexual e romântica alguma ou só em casos muito específicos) apenas para mostrar que eu existo e não sou como o mundo afirma ser.
Ainda queria desabafar essas coisas com pessoas próximas, porém não seria útil que fosse com parentes próximos e não sei se há alguma necessidade de falar essas coisas para meus quatro contatos de Whatsapp.
Queria a opinião de vocês de até que ponto é relevante eu me assumir e se realmente vale a pena romper os preconceitos da minha família que tem uma "bela" inclinação para a acefobia (preconceito contra o espectro assexual) e para a amatonormatividade (acreditar que namoros são mais importantes que relacionamentos de afeto não-românticos, como o platônico, apesar de que o termo também pode se referir a como um casal deve ser e quais tipos são válidos); além de que existem casos de pessoas que desenvolvem sexualidade e romanticidade tardiamente e desfazer uma declaração minha só geraria muito mais opressão no meio familiar.
submitted by Furao_do_mato to desabafos [link] [comments]


2020.08.22 02:27 Luizinguitar3 Não aguento mais lidar com merdas de terceiros que refletem até na vida pessoal de quem não tem nada a ver.

Minha mãe é uma pessoa que sempre estudou muito e fez de tudo para nunca precisar contar, financeiramente e/ou emocionalmente com a família que ela tem, no caso, a mãe, pai e irmã dela. Construiu uma carreira na área de química ligada a radiação, hoje é pesquisadora e, apesar de estarmos falidos por causa de terceiros, ganha bem.
Tudo foi bem na medida do possível, até que, em por volta de 2007, meu avô, pai dela e já idoso, foi preso num esquema criminoso aí que rolou (nada muito sério, tipo matar alguém, mas ainda assim crime) e ela teve que gastar boa parte da grana que ela não tinha com advogado para, além dele, minha avó e minha tia que era cúmplices de tudo.
Alguns anos depois dessa treta, minha avó, que não olhava na nossa cara há pelo menos uns 8 anos, oficialmente perdeu tudo que tinha e veio morar aqui em casa, que não é um lugar grande, e ficou quase 5 anos (de 2015 até o final de 2019) nos enchendo o saco, já que ela é uma pessoa extremamente ingrata e egoísta, fazendo com que pessoas que amávamos e que frequentavam nossa casa nunca mais nos visitassem e, de quebra, como tinha sido recém diagnosticada de um câncer, gastando mais dinheiro da minha mãe, porém não dizia nem um obrigado para nada. Uma vez minha mãe sofreu um acidente de carro, chegou em casa visivelmente machucada e ela só foi reparar 3 dias depois (e eram hematomas gigantes no pescoço e braços, ou seja, dá pra ver fácil). Mesmo não querendo e evitando demonstrar, minha mãe sofria muito com isso.
Nesse meio tempo, meu avô saiu da prisão e aí foi mais grana da minha mãe pra sustentar ele agora, que mora com a irmã dele, tia da minha mãe, e, de quebra, ainda teve que pagar dívidas absurdas da irmã dela, que nunca paga o que deve, não faz absolutamente nada para os pais e ainda é extremamente grossa e agressiva com a minha mãe. Entre 2007 e 2015, minha tia morou com minha avó e sentava a porrada nela (na época minha avó tinha entre 70 e 78 anos, ou seja, idosa), e mesmo assim é a filha favorita de ambos até hoje.
Pra coroar a treta toda, no final de 2016 meu pai, que mora com a gente, começou a demonstrar uns comportamentos estranhos e só esse ano (por volta de março se não me engano) finalmente um médico o diagnosticou com uma doença cujos sintomas casam com o que ele tem. Ela se chama demência fronto temporal e, se pesquisarem sobre casos, vão ver que a rotina da pessoa e das que convivem com ela mudam muito devido a isso. De quebra também, o gasto mensal aumentou muito, além de tudo, devido a necessidade de médicos, já que nosso plano de saúde que é o único que conseguimos pagar não ajuda em praticamente nada, e, pra coroar, o salário dele e da minha mãe caíram em mais de 50%. Se não fosse o auxílio emergencial e um auxílio que tô recebendo pela faculdade nem sei o que faria, já que também não ganho lá muita coisa pelo trabalho e, como sou autônomo, não tem como contar muito ainda mais nesse período.
Apesar de ser uma pessoa doce, inteligentíssima, tratar todo mundo bem, todo mundo gostar muito dela e admira-la bastante, inclusive eu, sei que ela tenta muito ser uma ótima mãe, mas não é a pessoa mais atenciosa do mundo em relação a mim e minha irmã. Os únicos assuntos que ela conversa comigo são faculdade e trabalho (ela é acadêmica e sonha com meu doutorado, sendo que nem no terceiro período da faculdade tô). Normalmente, como ela tem que carregar o mundo nas costas, ela se preocupa mais em resolver o que dá pra ser resolvido e tapar o que está ruim com uma peneira até não dar mais e aí precisar resolver.
Meu pai era um excelente pai e realmente não é exagero, mas na situação atual não é como se ele conseguisse dar conta das coisas, mesmo qu minimamente, então ela se sente frustrada e sozinha por ter pedido o suporte dela. Ambos se davam muito bem e foi (e é) bem foda pra ela.
Apesar de eu já ter o diagnóstico médico de depressão há pelo menos uns 5 anos, esse período de pandemia piorou tudo e, além disso, tenho tido crises bem ferradas de ansiedade. Não só devido a minha família, mas também porque namoro uma pessoa cuja mãe é (diagnosticadamente) narcisista, que faz a vida dela um inferno e, apesar de termos um relacionamento foda entre nós dois, eu estou sempre preocupado com o que essa mulher possa fazer. Além disso, mesmo quando não rola nada, não consigo dormir bem. Até malhando e tomando remédios (prescritos) tá ficando difícil e sinto que estou a beira de ter um colapso nervoso. Muitas noites me vejo tremendo, sem conseguir respirar, com pensamentos suicidas e completamente exausto, mas sem conseguir dormir. A única coisa que tenho feito fora de casa é levar meu pai pro mercado e na padaria, porque ele gosta de, nas palavras dele, "dar voltinha" no quarteirão, e ir no banco quando preciso resolver algo. Ou seja, se eu já não tinha muita "vida", agora tá pior ainda.
A questão é que essa parada de, não só minha mãe, mas principalmente ela (que é meio que meu único apoio familiar e na vida além da pessoa que namoro) fazerem tão pouco de mim e do que sou e sinto fica me matando porque não importa quantas vezes eu peça ajuda, ninguém ouve. Tenho muito medo de acabar tendo um colapso nervoso, como já aconteceu antes.
Faço acompanhamento psicológico há uns anos e recentemente (faz uns 3 meses) mudei o atendimento de 1x para 2x por semana, mas o que são só duas (dependendo da semana menos) sessões de terapia para alguém que passa a semana cagado?
E, assim como a pessoa que namoro passa com a mãe dela, ter que lidar com um monte de consequências ruins na vida por causa de coisas merdas que terceiros que pouco tem a ver com a sua (como meus avós, minha tia e minha sogra, por exemplo) e se ver completamente sem perspectiva por causa dos outros é muito ruim.
Não tenho muitos amigos (não que dê pra pedir algum apoio nem que seja pra ouvir como me sinto) e minha família, que já era distante, depois da doença do meu pai simplesmente sumiu.
As vezes sinto que minha mãe quis ter os filhos, mas nunca pensou de fato em como seria cuidar deles, até porque ela nunca teve quem cuidasse dela, então nem faz ideia de como é isso e, de fato, quem era mais ativo no nosso dia a dia, até porque o horário de trabalho dela era menos flexível, era meu pai, então até essa quarentena ela nunca tinha ficado tanto tempo perto da gente e muito menos em casa.
Tenho uma irmã, que é menor de idade, e minha mãe até dá um certo apoio e presença maior a ela por conta disso, mas, no meu caso, é como se eu fosse só uma pessoa que mora de favor aqui. Entendo que muita gente se sente assim depois que faz 18 anos, mas é foda principalmente quando não se tem ninguém para contar, ou ao menos um amigo pra desabafar.
Tenho muita dificuldade em fazer amizades, o que piora tudo, e acho que isso também vem do fato de que, apesar de eu sempre ter sido uma pessoa introvertida e mesmo assim conseguisse fazer uma ou outra amizade, os últimos tempos pra cá, por estar sempre ansioso, preocupado e correndo pra lidar com a minha família, seja porque meu pai não pode ficar sozinho em casa, ou porque trabalho, ou porque deu uma merda nova na vida da minha mãe e ela tem que resolver em cima da hora ou porque minha irmã tomou remédios demais e foi parar na UTI (sim. Já rolou algumas vezes, já que ela também é depressiva).
Para botar a cerejinha no bolo, sou homem trans e comecei com os hormônios há cerca de um ano, logo minha cara tá bem diferente e minha mãe não lida bem com isso, então, querendo ou não, isso também afastou mais a gente. Nas palavras dela quando contei: "eu já tenho um monte de problema pra resolver e você me aparece com mais isso?"
Penso muito em sair de casa, pouco antes da pandemia tava começando a tirar isso do papel, mas sempre que comentava sobre a ideia, como algo hipotético, todo mundo aqui falava que agora não dava, porque eu tinha que ajudar a cuidar do meu pai, e, com a pandemia, desanimei de vez (e o dinheiro todo acabou, pois era isso ou mais dívidas.)
Percebo sim que minha mãe tem uma preferência pela minha irmã, pois, por ela gostar mais de estudar que eu, principalmente coisas tidas como "normais" (normal eu digo coisas que compreendem as áreas de exatas, humanas, línguas e biológicas. Claro que nada é tão simples assim, mas eu faço faculdade de música então forçando a barra acho que deu pra entender a comparação), se for pra escolher quem vai cuidar da casa e do meu pai e quem vai estudar acho que já temos uma resposta. Além disso, a personalidade de ambas é bem parecida.
Realmente não sei o que fazer. Não sei se alguém vai ler até o fim, digitei tudo de uma vez. Só queria me sentir capaz de ter a minha própria vida, não só financeiramente, mas sem situações que bloqueassem completamente qualquer coisa que eu tentasse e automaticamente fizessem com que eu me sentisse cada vez mais sufocado nessa bola de neve gigante.
submitted by Luizinguitar3 to desabafos [link] [comments]


Como Saber Se O Namoro Vai Durar Por que FUNK é tão ruim? - YouTube O Erro Que Faz O Namoro Terminar e Pode Te Deixar Sozinha NAMORO A DISTÂNCIA FAKES E BEIJO RUIM TROLLEI MEU NAMORADO E DEU RUIM! TERMINEI MEU NAMORO! (Trolagem deu Errado) Pedidos De NAMORO que deram RUIM num NÍVEL GIROTESCO - YouTube QUEM PERDER NO FUTEBOL TERMINA O NAMORO POR LIGAÇÃO!! ( deu muito ruim ) 'AMANTE' GLEISI E LINDBERGH FARIAS ANUNCIAM NAMORO: O QUE ERA RUIM, PIOROU  Felipe Lintz POR QUE SE ACOSTUMAR COM O QUE É RUIM? - YouTube

O que há de tão ruim na pornografia? - Namoro Católico

  1. Como Saber Se O Namoro Vai Durar
  2. Por que FUNK é tão ruim? - YouTube
  3. O Erro Que Faz O Namoro Terminar e Pode Te Deixar Sozinha
  4. NAMORO A DISTÂNCIA FAKES E BEIJO RUIM
  5. TROLLEI MEU NAMORADO E DEU RUIM!
  6. TERMINEI MEU NAMORO! (Trolagem deu Errado)
  7. Pedidos De NAMORO que deram RUIM num NÍVEL GIROTESCO - YouTube
  8. QUEM PERDER NO FUTEBOL TERMINA O NAMORO POR LIGAÇÃO!! ( deu muito ruim )
  9. 'AMANTE' GLEISI E LINDBERGH FARIAS ANUNCIAM NAMORO: O QUE ERA RUIM, PIOROU Felipe Lintz
  10. POR QUE SE ACOSTUMAR COM O QUE É RUIM? - YouTube

ai... kk doeu AQUI no meu kokoro Como Meu Namorado Me Traiu Por Um Ano Inteiro: https://youtu.be/pHwEXKz3fH8 @morimura @morimurando O Erro Que Faz O Namoro Terminar e Pode Te Deixar Sozinha - Duration: 5:02. Dr Love 100,633 views. 5:02. Você Trocaria Alguém Que Te Ama Por Alguém Que Você Ama? - Duration: 4:33. Baixe agora Onefootball: https://tinyurl.com/FuinhaYT4 Ganhe 1 IPHONE: https://www.meliuz.com.br/desafio/2018/p/FUINHA INSTAGRAM https://www.instagram.com/... A cada dia mais e mais mulheres se deixam iludir por relacionamentos virtuais e assim, correm um grave risco!! ️VENHA PARA O MEU CANAL NO TELEGRAM】 https://... Por que o gênero musical funk é tão ruim? Ou será que funk é bom? Lord Vinheteiro Explica! Curso de Piano Lord: https://goo.gl/WvaXoU 50+ videos Play all Mix - NAMORO A DISTÂNCIA FAKES E BEIJO RUIM YouTube Mix Play all Mix - ChocolaTV YouTube TOLETE NO AEROPORTO e SEREISMO - notícias bizarras - Duration: 11:24. GLOBO É ARTESÃ DO GOLPE Terça Livre TV 28,558 watching Live now El teléfono “INDESTRUCTIBLE” que aguanta TODO ¿Qué tan resistente es realmente? 📱 - Duration: 13:47. Galera será que o namoro deles já chegou ao fim?! Assiste ai pra entender melhor!! BAIXE ONEFOOTBALL - http://tinyurl.com/yxguj4xk Experimente 1 mês grátis d... PEDI MINHA AMIGA EM NAMORO! - Duration: 12:30. ... 10:16. RASPEI O CABELO DO LELIS E DEU MUITO RUIM!!! - Duration: 14:56. A Bela e o Fera 113,985 views. 14:56. POR QUE NÃO NOS BEIJAMOS ... Esse é o erro que todas as pessoas cometem nos relacionamentos por que idealizam a pessoa perfeita e ela não existe. Por esse motivo tentamos mudar a essência da pessoa conforme as nossas ...